TURMALINA 18-50

Cia. Cerne

São João de Meriti/RJ

Mostra Competitiva

Sinopse

Tendo como título o último endereço onde viveu João Cândido Felisberto (Rua Turmalina, Lote 18, Quadra 50, São João de Meriti), líder da Revolta da Chibata, o espetáculo refaz os caminhos percorridos pelo “Almirante Negro” como forma de celebrar sua história e combater o apagamento de sua memória, promovido sistematicamente pelos brasis oficiais. Sua relação com as águas é tratada de maneira poética e simbólica, evocando a marinha, a pesca, os portos e também São João Batista, santidade católica que instituiu o batismo pelas águas e que margeia a vida de João Cândido, nascido no dia consagrado ao santo e residente a maior parte de sua vida em uma cidade cujo nome é em homenagem ao padroeiro. Outra relação traçada pelo espetáculo é com as possibilidades de caminhos dados pelas encruzilhadas, numa referência direta a sua terra natal, a cidade de Encruzilhada do Sul, RS. O espetáculo relembra os abusos sofridos pelos marinheiros negros até a primeira década do século passado, exalta a Revolta da Chibata, marco na luta por igualdade racial em nosso país, denuncia o esquecimento intencional a que esta revolta e suas conseqüências foram submetidas e apresenta a vida de João Cândido, um herói nacional pobre e esquecido, incógnito em uma rua de terra na Baixada Fluminense.

Ficha Técnica

Texto e direção: Vinicius Baião

Cenário: Cachalote Mattos

Iluminação: Ana Luzia de Simoni

Figurino: Carol Barros

Concepção Musical: Kadu Monteiro

Supervisão: Rodrigo França

Pesquisa: Luiz Antonio Simas

Direção Musical e Trilha Sonora: Kadu Monteiro

Operação De Luz: Victor Tavares

Preparação Corporal: Orlando Caldeira

Preparação Vocal: Kadu Monteiro

Fotografia: Stephany Lopez

Programação Visual: Leandro Fazolla e Higor Nery 

Registro Audiovisual: Guapoz Produções Artísticas

Elenco: Átila Bee, Gabriela Estolano, Graciana Valladares, Madson Vilela, Higor Nery, Leandro Fazolla 

Realização: Cia. Cerne

PROGRAMAÇÃO

COMPLETA

>>>>>>>>>>>

DOCUMENTÁRIO AGA


Um documentário que conta a história da Federação de Teatro Associativo do Rio de Janeiro, passeia pelas memórias da Aldeia de Arcozelo e de seu maior agitador cultural Paschoal Carlos Magno. Trinta e sete anos de histórias da maior Federação de Teatro do Brasil retratada em um longa-metragem.